Notícias

Haroldo Pinheiro: “reserva técnica” prejudica arquitetos e a imagem da profissão

Em 2016, campanha abordará lojistas, fornecedores e estudantes
Haroldo Pinheiro (foto de Fernando Alvim)

 

O CAU/BR dará sequência em 2016 à campanha de combate à “reserva técnica” cuja primeira etapa, lançada em setembro de 2015, teve como público-alvo os arquitetos e urbanistas.

 

Nessa nova fase, a campanha abordará especialmente os lojistas, fornecedores e estudantes.

 

“Reserva técnica” é o nome pelo qual ficou conhecida a comissão financeira paga por fornecedores de produtos e lojistas pela indicação junto a clientes da área da construção. Para Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR, “é simplista demais, para não dizer desonesto, dizer que as implicações da “reserva técnica” devem ser resolvidas na relação particular entre cada arquiteto e urbanista e seu cliente”. É preciso ampliar a visão do problema, mostrando o prejuízo que essa prática traz também para os profissionais que trabalham exclusivamente cobrando honorários pelos seus serviços e, principalmente, para a imagem da profissão.

 

As afirmações constam de carta divulgada no lançamento da campanha, transcrita abaixo:

 

Brasília, setembro de 2015

 

Prezados colegas,

 

Quando o CAU foi criado pela Lei 12.378/2010, todos nós arquitetos e urbanistas conquistamos uma nova oportunidade para redefinir os rumos da profissão, para valorizar nosso trabalho junto à sociedade e reencontrar o protagonismo social que foi a marca de várias gerações que nos antecederam. Estamos lutando e obtendo vitórias importantes, como a Tabela de Honorários para Serviços de Arquitetura e Urbanismo, o primeiro Código de Ética e Disciplina da categoria, as definições sobre atribuições privativas e Direitos Autorais e a realização da primeira Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo. Também temos mantido intenso diálogo com governos e parlamentares por todo o país, com crescente respeito, no debate de temas fundamentais para o bom desempenho da profissão e a preservação dos interesses da sociedade. É o caso, por exemplo, de nossa firme defesa do projeto completo nas licitações de obras publicas.

 

Porém a valorização da nossa profissão depende de que o conjunto de profissionais assuma um forte compromisso com a Ética na condução de seus trabalhos e suas negociações. E essa discussão passa necessariamente pela questão da chamada “Reserva Técnica”, eufemismo inventado para a comissão paga pela especificação de produtos ou serviços. Tal prática é condenada pela lei de criação do CAU e pelo Código de Ética e Disciplina dos arquitetos e urbanistas.

 

É simplista demais, para não dizer desonesto, dizer que as implicações da “reserva técnica” devem ser resolvidas na relação particular entre cada arquiteto e urbanista e seu cliente.

&nbsnbsp;

É preciso ampliar a visão do problema. Por isso, o CAU/BR está lançando uma campanha para conscientizar arquitetos e urbanistas de todo o Brasil sobre o prejuízo que essa prática traz também para os colegas que trabalham exclusivamente cobrando honorários pelos seus serviços e, principalmente, para a imagem da profissão.

 

Para os colegas, porque a “remuneração” pela especificação de produtos avilta o preço dos serviços técnicos como projeto e execução.

 

Para a imagem da Arquitetura e Urbanismo, porque coloca a sociedade em dúvida quanto à confiança em nosso conhecimento técnico e ao papel de fiscal da qualidade da construção.

 

O malefício dessa prática fica ainda mais evidenciado se fizermos um paralelo com o projeto e construção de uma obra pública. Seria ético um arquiteto que trabalha no setor público favorecer um determinado fornecedor? Não seria questionável? Criminoso? Qual é a diferença se a prática se dá em serviços particulares?

 

O objetivo dessa campanha é, principalmente, dialogar com os colegas e trazer esclarecimentos sobretudo aos mais jovens. Nosso objetivo não é a punição, mas a valorização da profissão e dos produtos de nosso trabalho. Com a divulgação da Lei 12.378/2010 e do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR, esperamos elucidar os profissionais e estabelecer um debate de alto nível sobre as melhores práticas em Arquitetura e Urbanismo, sempre em defesa da profissão e da sociedade.

 

Sabemos que enfrentamos uma questão cultural, mas isso não é obstáculo e sim um desafio a mais. O desafio de avançar na causa sem afoiteza, mas firmemente.

 

Assim, em respeito a toda categoria, essa campanha terá três etapas. A primeira, iniciada em 1º/09/15, e que vai até 15/11/2015, é dirigida exclusivamente à comunidade dos arquitetos e urbanistas e aos estudantes da área, muitos dos quais têm se iniciado no mercado como novos agentes propagadores da “reserva técnica”.

 

Na segunda e na terceira etapas, avançaremos com a campanha respectivamente junto aos lojistas, fornecedores e à sociedade em geral.

 

Queremos sua ajuda para propagar e monitorar a campanha, auxiliando na conscientização dos colegas ou sugerindo ajustes que colaborem para a conquista do nosso objetivo comum: a valorização e a elevação da respeitabilidade da nossa profissão.

 

Cordialmente,

 

Haroldo Pinheiro

Presidente do CAU/BR

 

 

 

Clique aqui para acessar o hotsite da campanha.

            Baixar              Bytebaixar

 

Uma resposta

  1. O TRABALHO DO ARQUITETO NÃO TEM PREÇO . TEM VALOR.
    VALOR ESTE QUE NÃO RECEBEMOS. TENHO TENTADO TRABALHAR E COBRAR UM PREÇO JUSTO, MAS SOU IMPEDIDA. OS CLIENTES QUE FICAM COMIGO PORQUE ME CONHECEM E SABE DO MEU TRABALHO, QUE É BEM CRIADO E VIRAM O QUE JÁ FIZ POR ISTO FICAM. MAS COMO DISSE SOU IMPEDIDA, É POR CLIENTES QUE CHEGAM AO ESCRITÓRIO E ACHAM O PREÇO ALTO. ELES DIZEM:LA EM TAL LUGAR FAZ POR MUITO MENOS. MAS EU CONHEÇO O LUGAR E FAZEM UM TRABALHO SEM QUALIDADE, TANTO ESTÉTICO QUANTO FUNCIONAL. E AS PESSOAS ACEITAM POIS NÃO SABEM MORAR BEM, MESMO QUE SEJA NUMA SIMPLES CASA. DESANIMEI DA PROFISSÃO APESAR DE APAIXONADA. NÃO GANHO NEM PARA PAGAR MINHA ANUIDADE NOS DIAS CORRETOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Concurso de Arquitetura

1º Concurso de Fotografia CAU/RO

Concurso de Arquitetura

LANÇAMENTO VI PREMIO TCC

Destaques

ELEIÇÕES DO CAU: DURANTE A VOTAÇÃO, CENTRAL DE ATENDIMENTO FUNCIONARÁ EM HORÁRIO ESPECIAL

Pular para o conteúdo